Entre parêntesis

Um blog em busca da reinvenção

O blog continua, mas será preciso reinventá-lo. Enquanto isso, listei os livros que li nos últimos meses e que não encontraram espaço em posts. Foi a solução que encontrei para limpar a mesa e buscar novos rumos.

Brasil, Entrevista, Memórias

Luiz Fernando Vianna: “Dar a cara a tapa me parece importante em obras pessoais”

Em entrevista ao blog, o jornalista fala sobre "Meu Menino Vadio", livro em que conta como descobriu que seu filho tem autismo e sua vida se transformou a partir do diagnóstico.

Colaboração, Comentário, Ficção, França

Michel Houellebecq: um autor movido a niilismo e compaixão

O jornalista e escritor Paulo Sales analisa a obra de Michel Houellebecq: "O escritor francês parece destinado a descrever sem matizes a decadência do homem médio ocidental, dando forma a personagens homogêneos, muito semelhantes entre si".

Argentina, Ficção, Itália, Japão, Notas de leitura

Notas de Leitura — Piglia, Ferrante e Endo

No post, comentários sobre "O Caminho de Ida", "Um Amor Incômodo" e "Silêncio".

Brasil, Entrevista, Ficção

Maria Valéria Rezende: “O retorno é sempre uma reinvenção da memória”

Em entrevista ao Capítulo Dois, a autora fala de "Quarenta Dias" e "Outros Cantos", do seu trabalho como educadora e do novo livro, ainda sem data de lançamento.

Argentina, Brasil, Ficção, Notas de leitura, Policial/Suspense, Suécia

Notas de Leitura: sobre a fúria da internet, um complô internacional e 36 vidas inventadas

Comento livros de Michel Laub, Henning Mankell e J. Rodolfo Wilcock. Dois deles são excepcionais.

Colaboração, Comentário, Estados Unidos, Ficção

Sonata de Outono

Paulo Sales escreve sobre o romance "Nossas Noites", de Kent Haruf

Comentário, Ficção, Turquia

“O Museu da Inocência”, de Pamuk: a história de amor que criou um inventário de objetos

O livro do Nobel de Literatura Orhan Pamuk narra a história de um triângulo amoroso na Turquia dos anos 70/80 e a criação de um museu que conta a vida de um dos vértices do caso.

Comentário, Crônicas, Peru

“Prosas Apátridas”, um manual da observação cotidiana

O livro reúne 200 fragmentos, textos curtos e desconectados, como se fossem entradas de um diário, um fluxo de ideias que traduzem o que Ribeyro pensava e como trabalhava seu texto.

Índia, Comentário, Poesia

A forte e crua poesia de Rupi Kaur transforma versos em palavras de sobrevivência

Um dos mais recentes fenômenos literários é a poeta Rupi Kaur. Desta vez, o burbuinho vem ancorado em um trabalho vigoroso, uma poesia que retrata a mulher e a violência com palavras que atingem sem dó a quem lê.