“Por que nos tempos escuros se escreve com tinta invisível?”, pergunta Neruda

Pablo Neruda não apenas construiu versos de amor e de cunho político, como os deixados nos livros "Cem Sonetos de Amor" e "Canto Geral", mas também fez de simples perguntas poesias, sem procurar respostas. Essas questões surgem em "O Livro das Perguntas" (CosacNaify, 2008), com tradução de Ferreira Gullar e ilustrações do espanhol Isidro Ferrer … Continue lendo “Por que nos tempos escuros se escreve com tinta invisível?”, pergunta Neruda

Entre a fantasia e o surrealismo, há espaço para a doçura

Meu primeiro contato com Michel Gondry foi com o clipe de "Like a Rolling Stone", com os Rolling Stones, em 1995. Mas só fui acordar para o diretor francês dez anos depois, quando assisti no cinema a "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembrança". O impacto com o filme foi tão grande que fui ao … Continue lendo Entre a fantasia e o surrealismo, há espaço para a doçura