A imprensa acordou. Mas a Rádio Londres esqueceu do leitor

"Número de erros acima do aceitável", "tragédia ortográfica", "cochilo de revisão e erros em tal número". Essas foram algumas das expressões utilizadas pelo escritor e crítico Joca Reiners Terron para falar da edição de "Stoner" (John Williams), publicado pela Rádio Londres, na "Ilustrada" de sábado (25/4). De certa forma, reverbera o que escrevi no blog … Continue lendo A imprensa acordou. Mas a Rádio Londres esqueceu do leitor

Anúncios

O mistério chamado Rádio Londres ou um elefante na sala

Há uma coisa que muito me intriga: por que blogs e grande imprensa (impressa e digital) ignoram os problemas dos livros publicados pela editora Rádio Londres? Li dois livros da casa, "Stoner" e "Viva a Música!". Este segundo tem alguns problemas de revisão, de todos os graus, mas que são suportáveis para o leitor. Mas o … Continue lendo O mistério chamado Rádio Londres ou um elefante na sala

A música que levou María del Carmen por Cali

Fui entusiasmado para a leitura de "Viva a Música!" (Rádio Londres), do colombiano Andrés Caicedo (1951-1977). A reportagem que me levou ao livro foi publicada na "Folha" - e no texto estão todos os motivos responsáveis. Não conhecia Caicedo, falha que deveria corrigir urgentemente. Mas o entusiamo sofreu um baque, pois o livro chegou após … Continue lendo A música que levou María del Carmen por Cali

“Stoner”, da editora Rádio Londres, precisa de um recall urgente

A contracapa do livro já informa que autores famosos gostam do livro. Então, fica fácil repetir em colunas e reportagens em jornal, revista e internet que Ian McEwan, Nick Hornby, Julian Barnes e Geoff Dyer são fãs de "Stoner" (Rádio Londres), de John Williams. A nova editora é saudada pela imprensa e gente que fala … Continue lendo “Stoner”, da editora Rádio Londres, precisa de um recall urgente