No centenário de Bioy Casares, uma parada para o sonho

Para alguns leitores, entre críticos e escritores, o melhor romance argentino não é de Borges, Cortázar, Benedetto, Fernández ou Sábato. "O Sonho dos Heróis" (Cosac Naify), de Adolfo Bioy Casares, ocupa esse lugar, acima inclusive de seu talvez mais famoso livro, "A Invenção de Morel" (Cosac). No posfácio do livro traduzido para o português, Rodrigo … Continue lendo No centenário de Bioy Casares, uma parada para o sonho