“O Reino”, de Emmanuel Carrère: uma decepção indecifrável

Sou fã de Emmanuel Carrère desde a primeira vez que o encontrei, em "Outras Vidas que Não a Minha" (Alfaguara), há cinco anos. A partir dessa leitura, li tudo o que está disponível em português do autor francês, a saber: "O Adversário" (Record), "Limonov", "Um Romance Russo" e "O Bigode / A Colônia de Férias" … Continue lendo “O Reino”, de Emmanuel Carrère: uma decepção indecifrável

Anúncios