Comentário, Escócia, Ficção

O reverendo Massari indica Martin Millar. Por que não ler então?

Na troca de mensagens com o editor da Edições Ideal, para negociar uma entrevista com Fabio Massari, ele me pergunta se eu conhecia a obra de Martin Millar. Sua casa publicou dois livros dele, por indicação do Reverendo. Se eu me interessasse, ele me enviaria as obras. Os títulos: "As Boas Fadas de Nova York"… Continuar lendo O reverendo Massari indica Martin Millar. Por que não ler então?

Comentário, Ficção, Inglaterra

Uma decepção chamada “Funny Girl”. Ou como Nick Hornby conseguiu entregar um livro chato

Sou leitor de Nick Hornby desde 1998, quando foi publicado em português, pela primeira vez, "Alta Fidelidade" (na época, Rocco, hoje, Companhia das Letras). Li, desde então, todos os seus livros: "Um Grande Garoto", "Febre de Bola", "Como Ser Legal", "Slam", "Uma Longa Queda" e "Juliet, Nua e Crua". Sua prosa límpida, bem construída e… Continuar lendo Uma decepção chamada “Funny Girl”. Ou como Nick Hornby conseguiu entregar um livro chato

Brasil, Entrevista

Dissecando Nick Hornby

O blog abre espaço pela primeira vez para a academia. Como o assunto Nick Hornby é caro a este editor, desde que li pela primeira vez o escritor inglês, em 1998 - seu "Alta Fidelidade", com aquela primeira capa da Rocco (ao lado)-, não poderia deixar de entrevistar o jornalista Thiago Pereira, que defendeu em… Continuar lendo Dissecando Nick Hornby

Áustria, Brasil, Chile, Ficção, Notas de leitura

Notas de leitura

"Hotel Savoy" (Estação Liberdade), de Joseph Roth Lançado em 1924, o livro é um retrato da Europa pós 1ª Guerra Mundial, com nações em dilemas de identidade e em busca de apego. Gabriel Dan é um ex-combatente russo judeu que se hospeda no hotel do título - não sabemos onde fica, apenas que o local se… Continuar lendo Notas de leitura

Comentário, Ficção, Inglaterra

O livro que se transforma

Colecionadores e aficionados são "vítimas" de uma tática da indústria musical atualmente. Para contar a constante queda nas vendas, as gravadoras encontraram um meio para evitar a agonia: lançamentos especiais de álbuns que marcaram uma era ou que se tornaram clássicos. São as tais edições deluxe, com faixas extras e mais um monte de penduricalhos.… Continuar lendo O livro que se transforma

Comentário, Ficção, Inglaterra

Memória fiel

Em 1998, comprei meu primeiro livro do Nick Hornby, o primeiro dele traduzido para o português. "Alta Fidelidade" fora lançado pela Rocco, com aquele padrão gráfico de capa que durou três livros. Hornby não era conhecido no Brasil - "AF" era de 1995 -, mas já havia feito certo estrago no exterior. Logo em seguida,… Continuar lendo Memória fiel