A desconstrução do escritor, por Sabato

O cineasta Domingos de Oliveira disse certa vez algo como: “Escrever é muito fácil, basta sentar e rasgar o peito com uma faca”. Para Albert Camus, “a obra de arte proporciona (ao escritor) vencer seus fantasmas e se aproximar um pouco mais de sua realidade nua”. E se Roland Barthes defende que o romance é … Continue lendo A desconstrução do escritor, por Sabato

Anúncios

Memória fiel

Em 1998, comprei meu primeiro livro do Nick Hornby, o primeiro dele traduzido para o português. "Alta Fidelidade" fora lançado pela Rocco, com aquele padrão gráfico de capa que durou três livros. Hornby não era conhecido no Brasil - "AF" era de 1995 -, mas já havia feito certo estrago no exterior. Logo em seguida, … Continue lendo Memória fiel

O livro do filme que criou a mulher moderna

Imagine a cena. Marilyn Monroe, com um vestido preto, desce do táxi às 5h, na Quinta Avenida, em Nova York. Paga o motorista e anda poucos metros, até parar em frente a uma vitrine da Tiffany’s. Toma um gole de café e come um croissant. Namora as joias e em seguida caminha pela avenida. A … Continue lendo O livro do filme que criou a mulher moderna