Os detetives em formato de almanaque

Almanaques existem aos montes. Nostálgicos. De filmes a ver, de músicas a ouvir, de lugares a ir. De recordes. Mas faltava um que colocasse em ordem um dos grandes fetiches da humanidade: a literatura policial A jornalista Ana Paula Laux e o professor e também jornalista Rogério Christolofetti resolveram essa questão. De Florianópolis, pesquisaram, escreveram … Continue lendo Os detetives em formato de almanaque

Anúncios

O crime narrado por uma senhora inglesa

Literatura policial pode ser um ponto de segurança. É abrir um livro e esquecer completamente do dia. Claro, bons livros fazem isso, de qualquer gênero, mas exigem um nível de concentração que talvez você não esteja disposto a liberar.O que não acontece na literatura policial. Não que seja descartável. Há autores e obras que são … Continue lendo O crime narrado por uma senhora inglesa

Alberto Mussa: “O Rio sempre permitiu uma interação intensa entre membros de todas as classes sociais”

A ideia é original. Contar a história do Rio de Janeiro por meio de cinco crimes, um para cada século, desde os 1500, em forma romanceada. O projeto de Alberto Mussa está no terceiro volume e já se transformou numa das melhores coisas na literatura nacional. A série começou com "O Trono da Rainha Jinga", … Continue lendo Alberto Mussa: “O Rio sempre permitiu uma interação intensa entre membros de todas as classes sociais”