Notas de Leitura – Livros que precisam ser lidos

Gosto de escrever umas notas de leitura para dar vazão a livros lidos, relidos ou que mereçam ser selecionados por algum motivo. São textos curtos, sem o compromisso de esmiuçar tanto a experiência. . Alguns livros merecem um texto mais aprofundado, mas o dia a dia não me permite e não gostaria de deixar passar tanto … Continue lendo Notas de Leitura – Livros que precisam ser lidos

Anúncios

Literatura policial – Crônica de leitura

1. Um leitor de policiais Gosto de romances policiais, daqueles bem construídos, com um detetive de personalidade. Gosto também dos romances que não dependem do investigador, mas cujas tramas são bem elaboradas. Sou um leitor amador de policiais, que já tem seus favoritos - Elmore Leonard, James Ellroy, Andrea Camilleri, Fred Vargas, Lawrence Block, Patricia Highsmith … Continue lendo Literatura policial – Crônica de leitura

“A que propósito evolucionário a nostalgia poderia servir?”: a finitude em três livros

1. O livro abre com um ensaio sobre o balonismo. Depois, permeia a fotografia e a relação levemente ficcionada entre Sarah Bernhardt e Félix Nadar. O terceiro ensaio trata da perda da mulher do autor. De alguma forma, os três textos se entrelaçam, ao dar significado a novas maneiras de ver o mundo - do … Continue lendo “A que propósito evolucionário a nostalgia poderia servir?”: a finitude em três livros

Um inglês ao forno

Alguns livros só poderiam ter sido escritos por ingleses. Como "O Pedante na Cozinha" (Rocco), de Julian Barnes. Com um humor fino, elegante, sarcástico - os adjetivos deveriam ser eliminados como receita enxuta, mas o exagero, neste caso, se fez de desentendido -, os relatos tentam dar conta da descoberta do escritor por uma receita, … Continue lendo Um inglês ao forno

Dos arquivos: Dois romances em busca do equilíbrio

Nietzsche, em seu prólogo para “Humano, Demasiado Humano” (Companhia das Letras), questiona o que os poetas e toda a arte no mundo fizeram a não ser falsificar e criar poeticamente tudo o que ele precisava. E nada mais urgente do que comprovar as fraquezas humanas, seus desejos e desesperos, um tesouro escondido nas entranhas, de … Continue lendo Dos arquivos: Dois romances em busca do equilíbrio

Um inglês perdido nas prateleiras

Não me lembro de ter lido qualquer coisa sobre a nova edição de "O Papagaio de Flaubert" (Rocco), obra máxima do inglês Julian Barnes. A Rocco não fez nada a não ser colocar nas prateleiras, com nova capa. Também não li comentários ou resenhas ou notas na imprensa. Encontrei a segunda edição por acaso, numa … Continue lendo Um inglês perdido nas prateleiras