Da biblioteca de casa: “Coelho Cai”, de John Updike

"No meio da multidão bronzeada e irrequieta que, passado o Natal, lota o Southwest Regional Airport, Coelho Angstrom tem de repente a sensação estranha de que quem vai se encontrar com ele, quem está voando, invisível, prestes a pousar, não é seu filho Nelson, com sua nora Pru e os dois filhos do casal, e … Continue lendo Da biblioteca de casa: “Coelho Cai”, de John Updike