O silêncio como palavra

Em tempos em que falar e escrever são medidos pelo excesso, é notável o trabalho que o francês Bastien Vivés realizou na HQ "O Gosto do Cloro" (Barbanegra/LeYa). O silêncio e o respeito ao tempo dos outros é o norte do livro, em que o ilustrador e roteirista faz uso de uma paleta de cores … Continue lendo O silêncio como palavra

Anúncios

Do FIQ para casa: a descoberta de autores e HQs

As leituras foram interrompidas no fim de semana prolongado assim que cheguei do FIQ BH (Festival Internacional de Quadrinhos). "A Cidade dos Anjos Caindo", de John Berendt, e "Conversas com Kubrick" ficaram descansando enquanto devorava HQs adquiridas na Serraria Souza Pinto, onde aconteceu o FIQ. O FIQ permitiu, a quem o visitou, descobrir autores e … Continue lendo Do FIQ para casa: a descoberta de autores e HQs

O prazer do retorno: McEwan, Rulfo e Crumb estão de volta

Provavelmente, eu teria o dobro de livros que tenho hoje se eu tivesse mantido a minha biblioteca intacta. Muitos, centenas se foram ao longo de anos. Doados, vendidos e trocados em sebos, vendidos no Estante Virtual, emprestados que nunca voltaram, perdidos nas mudanças. A maior parte deles não gera arrependimento. Mas alguns me obrigam a … Continue lendo O prazer do retorno: McEwan, Rulfo e Crumb estão de volta