“O Reino”, de Emmanuel Carrère: uma decepção indecifrável

Sou fã de Emmanuel Carrère desde a primeira vez que o encontrei, em "Outras Vidas que Não a Minha" (Alfaguara), há cinco anos. A partir dessa leitura, li tudo o que está disponível em português do autor francês, a saber: "O Adversário" (Record), "Limonov", "Um Romance Russo" e "O Bigode / A Colônia de Férias" … Continue lendo “O Reino”, de Emmanuel Carrère: uma decepção indecifrável

Anúncios

Enfim, “O Impostor”

Li "O Impostor" (Biblioteca Azul) na virada de ano, mas até agora não tinha conseguido sentar e escrever sobre o livro do espanhol Javier Cercas. Provavelmente, sairá aqui um apanhado de ideias reunidas sem muito nexo. O livro é inclassificável. Mistura de romance, jornalismo, sociologia, psicologia, ensaio, história, "O Impostor" avança no que Cercas já … Continue lendo Enfim, “O Impostor”

Carrère: uma experiência de leitura

Li Emmanuel Carrère pela primeira vez há quase dois anos. Seu "Outras Vidas que Não a Minha" (Alfaguara) foi das leituras mais potentes que tive nos últimos anos. Tempos depois, li "O Adversário" (Record), um livro-reportagem sobre um francês que finge por 18 anos ser um médico da OMS, mata sua família e queima sua … Continue lendo Carrère: uma experiência de leitura

Terra devastada: a potência de Carrère

Não me lembro como cheguei a Emmanuel Carrère e ao seu "Outras Vidas que Não a Minha". Mas lembro exatamente do dia e da livraria onde comprei meu exemplar. Num sábado à tarde, no dia do primeiro show do U2 no Brasil, em abril de 2011, entrei na Fnac do shopping Morumbi, que fica em … Continue lendo Terra devastada: a potência de Carrère