Comentário, Esporte, Não ficção, Uruguai

A Copa de 1950 sob o olhar uruguaio

Para mostrar os dois lados de uma batalha em Iwo Jima, na 2ª Guerra Mundial, Clint Eastwood filmou em 2006 os dois lados do confrontro: "A Conquista da Honra", com ênfase nos Estados Unidos, e "Cartas de Iwo Jima", uma rara versão do lado japonês. Essa visão dupla é sempre bem-vinda, pois ajuda a colocar… Continuar lendo A Copa de 1950 sob o olhar uruguaio

Anúncios
Entrevista, Ficção, Não ficção, Portugal, Relatos de viagem

Alexandra Lucas Coelho: “A ficção não me interessa em nada, só o real”

Em 2011, Alexandra Coelho Neto estava trabalhando na divulgação do seu livro “Viva México” (Tinta-da-China) quando explodiram as manifestações no Egito. Decidida, ela não retornou ao trabalho – na época, estava trabalhando no Rio de Janeiro como correspondente do jornal “Público”, de Portugal. Pediu uma semana de férias e, por conta própria, foi ao Cairo… Continuar lendo Alexandra Lucas Coelho: “A ficção não me interessa em nada, só o real”

Comentário, Portugal, Relatos de viagem

As viagens que vêm de Portugal

Uma das editoras mais interessantes no Brasil hoje é a Tinta-da-China. Recém-chegada de Portugal, a casa editorial já colocou nas prateleiras títulos que valem a leitura e que dão uma sacudida na linha de lançamentos brasileiros. Uma busca no site português revela uma editora com olhar atento ao jornalismo e ao relato de viagem. No… Continuar lendo As viagens que vêm de Portugal

Brasil, Comentário, Entrevista, Ficção

O lance de Pelé que virou um livro: Sérgio Rodrigues fala de “O Drible”

O livro começa com a descrição do gol que Pelé não fez contra o Uruguai, na Copa de 1970, um drible sem tocar a bola que deixou o goleiro Mazurkiewicz perdido. São seis páginas que resumem os nove segundos do lance, do passe de Tostão ao chute de Pelé que passa rente à trave direita… Continuar lendo O lance de Pelé que virou um livro: Sérgio Rodrigues fala de “O Drible”

Comentário, Ficção, Hungria, Relatos de viagem

Um país parado no tempo

"O maior impedimento é a burocracia", interrompeu um dos engenheiros enquanto entrávamos no carro para almoçar na cidade, "a burocracia brasileira". Poderia ser um declaração dada por alguém que estivesse trabalhando em qualquer obra privada ou estatal hoje, mas não. O trecho é parte de "O Brasil em Movimento" (Benvirá), relato das viagens que John… Continuar lendo Um país parado no tempo