Argentina, Brasil, Ficção, Notas de leitura, Policial/Suspense, Suécia

Notas de Leitura: sobre a fúria da internet, um complô internacional e 36 vidas inventadas

Comento livros de Michel Laub, Henning Mankell e J. Rodolfo Wilcock. Dois deles são excepcionais.

Brasil, Ensaio, Estados Unidos, Ficção, Notas de leitura, Policial/Suspense, Suécia

Notas de Leitura – Gordon Lish, Mankell e ensaios sobre violência policial

Nestas Notas, um livro de contos, outro de ensaios sobre a violência da PM e um romance policial.

Brasil, Estados Unidos, Ficção, Não ficção, Notas de leitura, Policial/Suspense, Suécia

Notas de Leitura

"Nó do Diabo" (Record), de Mara Leveritt Quem assistiu à série documental "Making a Murderer" vai identificar semelhanças com este livro da jornalista americana. Na TV, a história tratava do caso de um homem julgado e condenado por um crime que não cometeu. Neste livro, vamos ler sobre o mesmo problema, um erro judicial que… Continuar lendo Notas de Leitura

Crônica, Escócia, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, Policial/Suspense

Literatura policial – Crônica de leitura

1. Um leitor de policiais Gosto de romances policiais, daqueles bem construídos, com um detetive de personalidade. Gosto também dos romances que não dependem do investigador, mas cujas tramas são bem elaboradas. Sou um leitor amador de policiais, que já tem seus favoritos - Elmore Leonard, James Ellroy, Andrea Camilleri, Fred Vargas, Lawrence Block, Patricia Highsmith… Continuar lendo Literatura policial – Crônica de leitura

Bélgica, Comentário, Ficção, Policial/Suspense

Muito além do comissário Maigret

Georges Simenon é mais conhecido pelos romances estrelados pelo comissário Maigret. Mas os chamados romances psicológicos do escritor belga compõem um lado mais denso, em que as tramas e os personagens são mais cinzentos e imprevisíveis. A composição mais elaborada permite comparar seus títulos a "O Estrangeiro" e "A Náusea", livros que perpassam este "A Neve… Continuar lendo Muito além do comissário Maigret

Bélgica, Crônica, Estados Unidos, Policial/Suspense

Literatura policial – Uma crônica

1. Pequena maratona Recentemente, entrei numa maratona informal de livros policiais. Foram cinco em sequência: "Janela para a Morte" e "Para Sempre ou Nunca Mais", de Raymond Chandler, "Pietr, o Letão", de Georges Simenon, "1.280 Almas", de Jim Thompson, e "Alice", de Bernardo Kucinski. Com exceção do livro de Kucinski, que comentei neste post, todos os… Continuar lendo Literatura policial – Uma crônica

Brasil, Comentário, Policial/Suspense

Um mistério na USP, um tropeço de Kucinski

Bernardo Kucinski começou tarde na ficção, aos 74 anos. Lançou dois livros com a ditadura militar como pano de fundo - "K." e "Você Vai Voltar Para Mim" (ambos Cosac Naify), nos últimos três anos. Agora, emenda outro livro, "Alice" (Rocco), assinado apenas como B. Kucinski, desta vez com uma veia policial - a editora… Continuar lendo Um mistério na USP, um tropeço de Kucinski

Brasil, Ficção, França, HQ, Notas de leitura, Policial/Suspense

Notas de leitura

"O Diabo no Corpo" (Penguin/Companhia das Letras), de Raymond Radiguet O autor francês foi uma espécie de prodígio. Nascido em 1903, publicou esta novela em 1923, mesmo ano de sua morte, vítima de febre tifoide. Foi aclamado pelo poeta Paul Valéry e pelo escritor Jean Cocteau. O livro fez grande sucesso naquela Paris do entreguerras, onde… Continuar lendo Notas de leitura

Estados Unidos, Ficção, Notas de leitura, Policial/Suspense, Suécia

Notas de leitura: selos digitais

O selo digital Foglio, da editora Objetiva, é uma boa pedida para quem quer conhecer autores ou ler obras fora de catálogo, coletâneas ou até inéditos, sempre curtos. Já o Formas Breves, do e-galáxia, é um selo que publica apenas contos, de autores brasileiros e estrangeiros. O preço é atraente. O Foglio trabalha na faixa… Continuar lendo Notas de leitura: selos digitais

Comentário, Inglaterra, Policial/Suspense

O crime narrado por uma senhora inglesa

Literatura policial pode ser um ponto de segurança. É abrir um livro e esquecer completamente do dia. Claro, bons livros fazem isso, de qualquer gênero, mas exigem um nível de concentração que talvez você não esteja disposto a liberar.O que não acontece na literatura policial. Não que seja descartável. Há autores e obras que são… Continuar lendo O crime narrado por uma senhora inglesa