“Meninos em Fúria”, o inventário de uma época fundadora

"Meninos em Fúria" (Alfaguara) é um livro que se divide em três. Como ponto de partida, é uma biografia de Clemente, membro essencial do movimento punk em São Paulo na virada dos anos 70 para os 80, vocalista dos Inocentes e que hoje toca também com o Plebe Rude. É uma biografia do movimento punk no … Continue lendo “Meninos em Fúria”, o inventário de uma época fundadora

Anúncios

Notas de Leitura

"Todos os Homens São Mentirosos" (Companhia das Letras), de Alberto Manguel Alberto Manguel é um excelente pesquisador e inventariante dos livros. Quando escreve sobre ivros, bibliotecas e universo literário, produz obras memoráveis, como "Dicionário de Lugares Imaginários", "A Biblioteca À Noite" e "À Mesa com o Chapeleiro Maluco". Mas sua obra de ficção ainda não me … Continue lendo Notas de Leitura

A derrocada de uma indústria bilionária: do vinil ao mp3, como a música ficou grátis

O formato, a condução e a história se assemelham a um thriller político ou policial, mas o que se lê em "Como a Música Ficou Grátis" (Intrínseca) é uma reportagem muito bem pesquisada e escrita sobre como uma indústria bilionária foi destroçada pela tecnologia. O subtítulo ajuda a compor a ideia: "O fim de uma … Continue lendo A derrocada de uma indústria bilionária: do vinil ao mp3, como a música ficou grátis

Notas de leitura

"Meus Documentos" (Cosac Naify), de Alejandro Zambra Quando entrevistei Alejandro Zambra, para falar de "Formas para Voltar para Casa" (Cosac), ele falou que livros devem ser escritos para encontrar manchas onde se pensava que não havia nada. Falávamos das memórias que seus livros buscavam, de como a ditadura chilena influenciou a vida de muitos após 1973. Três … Continue lendo Notas de leitura

Por dentro de “As Quatro Estações” – O livro do disco

O Legião Urbana e Renato Russo estão vivendo uma espécie de revisitação. Involuntária ou não, essa volta ao trabalho da banda, desta vez por meio dos livros, ajuda a entender a importância dela na época em que surgiu e como seu legado ainda surte efeito, seja em quem descobriu o grupo recentemente, seja no fã de … Continue lendo Por dentro de “As Quatro Estações” – O livro do disco

Billie Holiday, 100 anos

"Se você a ouvisse em qualquer outro lugar, ficaria tocado e mais nada. Mas no Apollo a canção assumia um profundo simbolismo. Não só você enxergava, em todo o seu horror gráfico, aquele 'fruto', como via em Billie Holiday a esposa, a irmã ou a mãe da vítima, debaixo da árvore, quase prostrada de tristeza … Continue lendo Billie Holiday, 100 anos

André Barcinski investiga pop do Brasil em “Pavões Misteriosos”

Entre o Tropicalismo e a explosão do chamado BRock nos anos 80, há um período na música brasileira que pouco foi pesquisado e é visto com certo preconceito. Artistas e discos são desprezados e classificados como descartáveis, conformistas. Um olhar mais atento ao início revela que os anos 70 marcou uma época em que o pop brasileiro ganhou … Continue lendo André Barcinski investiga pop do Brasil em “Pavões Misteriosos”

As cores dos sons brasileiros

Por Lygia Calil Uma palavra não sai da cabeça (e da boca) do fotógrafo carioca Daryan Dornelles: simplicidade. Calcado nela, ele executa seu trabalho em busca do clique perfeito – que, especialista em retratos, consiste em capturar em detalhes a expressão, sobretudo dos olhos de seus objetos. Apaixonado por música, acabou fazendo fama no meio, … Continue lendo As cores dos sons brasileiros

Notas de leitura: o caso Bruno, a morte do rock e uma seleção de perfis

"Indefensável" (Record), de Paulo Carvalho, Leslie Leitão e Paula Sarapu A história é das mais trágicas e mirabolantes, um crime cinematográfico que envolve uma frieza incomum. A morte de Eliza Samudio é contada nesse livro por três jornalistas que acompanharam o caso desde os primeiros boatos do desaparecimento da modelo. Rica em detalhes, a longa reportagem … Continue lendo Notas de leitura: o caso Bruno, a morte do rock e uma seleção de perfis

“Nunca haverá um retorno. Foi bom do jeito que estava”, diz biógrafo do Smiths

O jornalista Thiago Pereira, autor do blog Material, entrevistou Tony Fletcher, autor da biografia do The Smiths, "A Light That Never Goes Out" (Best Seller). Antes, ele faz uma introdução memorialística e reverente. ***** Uma banda que não lançou um disco ruim - os xiitas podem falar que não lançaram UMA MÚSICA sequer ruim. Uma … Continue lendo “Nunca haverá um retorno. Foi bom do jeito que estava”, diz biógrafo do Smiths