Ana Paula Maia: “Todos os meus livros são brutos”

A escritora Ana Paula Maia

"Todos os meus livros têm por base essa investigação e especulação sobre a natureza da maldade." É dessa forma que Ana Paula Maia descreve seu trabalho. Em entrevista, ela fala sobre seu trabalho e os personagens, dominados pela violência e a presença de animais. Comento também sobre a leitura seguida de cinco de seus livros.

Anúncios

Notas de um Leitor — edição 6

A coluna chega à sexta edição com uma entrevista com Paloma Franca Amorim, escritora paraense que fala sobre preconceitos e literatura. Escrevo sobre dois engodos: Daniela Arbex e Geovani Martins. Há também as indicações e listas. O top 5 cabe a Philip Roth.

O adeus de um leitor a Philip Roth

Philip Roth, morto em 22 de maio

Este não é um texto crítico, analítico, nem um obituário clássico — você já deve ter lido tudo isso em outros lugares, muito mais qualificados. Escrevo apenas uma memória, várias memórias que Philip Roth provoca neste momento em que surge a despedida.

Notas de um Leitor — edição 5

A quinta edição da coluna tem entrevista com Elisa Ventura, proprietária da Blooks e que lançou uma loja on-line dedicada a vender independentes. Escrevo sobre o último livro de B. Kucinski e a morte de Tom Wolfe. Tem links, indicações e um top 5 do Italo Calvino.

Notas de um Leitor — edição 4

O escritor Sérgio Rodrigues

Nesta nova edição da coluna, o escritor Sérgio Rodrigues fala sobre o relançamento de "Elza, A Garota", misto de ensaio histórico e ficção. Comento livros de Conceição Evaristo e Shusaku Endo. Abro espaço para a discussão que envolve a autora Paloma Franca Amorim e sua exclusão da Feira Pan Amazônica. Ainda: indicações de leituras e listas.

Notas de um Leitor — edição 3

Na edição 3, tem entrevista como poeta Ricardo Aleixo, comentários sobre "Canção de Ninar", "O Roubo do Enem" e um livro-reportagem que investiga o excesso de altruísmo. No Alta Fidelidade, Tomás Eloy Martinéz. E Ana Paula Maia diz qual livro está lendo.

Edyr Augusto: “Creio que há algum preconceito contra o que é escrito no Norte”

O autor de "Pssica", Edyr Augusto | Foto: Luiz Braga/Divulgação

Em entrevista ao blog, o autor Edyr Augusto fala de "Pssica", romance que se passa no Pará e que tem uma linguagem seca e urgente. Na trama, violência urbana, tráfico de mulheres e corrupção. O escritor também trata da dificuldade de publicar e reflete sobre o mercado editorial.

Notas de um Leitor — edição 2

Nesta edição da coluna, Tiago Ferro fala sobre "O Pai da Menina Morta". Também escrevo sobre "O Laço", a nova HQ de Chester Brown, um comentário sobre o Prêmio Bravo! e uma vietnamita que revisitou seu passado uma obra impactante. Para fechar, as listas do blog.

Em “A Noite da Espera”, Milton Hatoum entrega um romance sobre a memória e paciência

Milton Hatoum volta ao romance com a primeira parte de uma trilogia sobre Brasília e os anos da ditadura. "A Noite da Espera" conta a história de Martim, filho de pais separados que precisa se ajustar à vida na capital.

Uma crônica bissexta sobre alguns livros

Neste texto, escrevo sobre cinco livros: "O Vendido", "Nadando de Volta para Casa", "Múltipla Escolha", "Comer Animais" e a terceira parte de "O Árabe do Futuro".