Notas de um Leitor — edição 2

Nesta edição da coluna, Tiago Ferro fala sobre "O Pai da Menina Morta". Também escrevo sobre "O Laço", a nova HQ de Chester Brown, um comentário sobre o Prêmio Bravo! e uma vietnamita que revisitou seu passado uma obra impactante. Para fechar, as listas do blog.

Anúncios

“Prosas Apátridas”, um manual da observação cotidiana

O livro reúne 200 fragmentos, textos curtos e desconectados, como se fossem entradas de um diário, um fluxo de ideias que traduzem o que Ribeyro pensava e como trabalhava seu texto.

Nova antologia reforça a falta que Paulo Francis faz ao jornalismo cultural

"A Segunda Mais Antiga Profissão do Mundo" é o segundo volume de textos do jornalista.

Notas de Leitura – Jogo rápido para cinco livros

Estas notas serão um jogo rápido, para dar conta dos livros que li nos últimos dois meses. A eles. Algumas livrarias não sabem o que fazer com o estoque que têm. Então, vez ou outra, liquidam seus livros, e uma boa dose de paciência pode levar o leitor a encontrar um título interessante, que não … Continue lendo Notas de Leitura – Jogo rápido para cinco livros

Notas de Leitura

"Todos os Homens São Mentirosos" (Companhia das Letras), de Alberto Manguel Alberto Manguel é um excelente pesquisador e inventariante dos livros. Quando escreve sobre ivros, bibliotecas e universo literário, produz obras memoráveis, como "Dicionário de Lugares Imaginários", "A Biblioteca À Noite" e "À Mesa com o Chapeleiro Maluco". Mas sua obra de ficção ainda não me … Continue lendo Notas de Leitura

Notas do Carnaval

O feriado começou com um livro em andamento, "O Pai Morto" (Rocco), de Donald Barthelme, saudado como um dos grandes lançamentos do ano passado. Elogiado por nomes como Thomas Pynchon e Salman Rushdie, o autor é lembrado por sua irreverência e liberdade artística, retratadas na falta de convenções em suas narrativas. O livro tem 239 páginas. É … Continue lendo Notas do Carnaval

Bill Bryson: um raro jornalista com bom humor e capaz de rir de si mesmo

Bill Bryson é um exímio contador de histórias. Se você nunca leu nada do jornalista norte-americano, aconselho a começar agora "Crônicas de um País Bem Grande" (Companhia das Letras). Você vai ler compulsivamente e morrer de rir. O livro é uma reunião de textos que Bryson escreveu para uma revista dominical inglesa. O mote era retratar … Continue lendo Bill Bryson: um raro jornalista com bom humor e capaz de rir de si mesmo

Quer comer bem? Leia Nina Horta

Gastronomia nem moda mais é. De tão hypada, é quase que obrigação falar, discutir, comer e escrever sobre o tema. É só perceber o quanto a palavra gourmet é usada indiscriminadamente, seja em nomes de lugares, receitas e pratos. Tudo é gourmet. Tudo precisa ter algum ingrediente de nome que ninguém ouviu falar. As misturas mais … Continue lendo Quer comer bem? Leia Nina Horta

Esqueça o hipsterismo do norueguês Knausgard. Leia Etgar Keret e Natalia Ginzburg

Blog pequeno, sem ligações com editoras, seja comerciais ou fraternas, garante uma certa independência. Ao mesmo tempo em que eu não recebo livros, fico à vontade para ler o que eu quiser. Nem é intenção do blog se tornar um desses canais que vivem a falar dos mesmo livros, exibindo montanhas de títulos que mais … Continue lendo Esqueça o hipsterismo do norueguês Knausgard. Leia Etgar Keret e Natalia Ginzburg

A São Paulo de Bortolotto

Mário Bortolotto é uma espécie de faz-tudo das artes. Ator, músico, escritor, dramaturgo, diretor, administrador de teatro e dono de bar. Tudo junto, tudo que ajuda a ilustrar o personagem que se criou em torno do dono do perfil. A coletânea "Esse Tal de Amor e Outros Sentimentos Cruéis" (Reformatório)* ilumina mais o autor. O … Continue lendo A São Paulo de Bortolotto