Comentário, Ficção, República Tcheca

No novo Kundera, beijos castos provocam nostalgia

Não sou um leitor de Milan Kundera. Claro, passei por "A Insustentável Leveza do Ser" (Companhia das Letras), mas só depois de ter assistido ao belo filme de Philip Kaufman. Mas fui tomado pela frisson que o novo livro do escritor tcheco causou. "A Festa da Insignificância" foi lançado em 2013, 11 anos depois do seu… Continuar lendo No novo Kundera, beijos castos provocam nostalgia

Anúncios