Caderno de Memórias Coloniais: Isabela Figueiredo entrega livro bruto e necessário

A portuguesa Isabela Figueiredo comete em "Caderno de Memórias Coloniais" uma obra imprescindível para entender o mundo confuso em que sobrevivemos.

Anúncios

Notas de Leitura – A história reinventada de Cristo em três livros

A leitura de "O Reino", de Emmanuel Carrère, me fez buscar na estante três livros que ficcionam o nascimento do Cristianismo e a história de Jesus. Reli trechos de dois e um por completo. Eis o resultado. "O Evangelho Segundo o Filho" (Record), de Norman Mailer Este foi o livro que reli por completo. Não … Continue lendo Notas de Leitura – A história reinventada de Cristo em três livros

Notas de Leitura – duas obras raras, duas decepções

"Entre os Fiéis" (Companhia das Letras), de V.S. Naipaul O subtítulo indica o caminho do livro: Irã, Paquistão, Malásia e Indonésia - 1981. É a primeira viagem ao Islã relatada em livro pelo autor trinitário, Nobel em 2001, que voltaria aos mesmos países em 1998, em "Além da Fé". Misto de relato de viagem com … Continue lendo Notas de Leitura – duas obras raras, duas decepções

A Coreia do Norte na crônica de um português

País mais fechado do mundo. Fome epidêmica. Megalomania. Testes nucleares. Rígido controle militar da população. Falta de energia. Cidade opaca. Sempre que se fala da Coreia do Norte, essas descrições servem para ilustrar o país asiático, liderado pelo camarada Kim Jong-un, uma figura caricata, assim como seus antecessores Kim Jong-il e Kim Il-sung. E conhecer … Continue lendo A Coreia do Norte na crônica de um português

Notas de leitura – Três mulheres

"Fugitiva" (Biblioteca Azul), de Alice Munro Este é o segundo livro que leio da escritora canadense - o primeiro foi "O Amor de uma Boa Mulher". Seus contos muitas vezes podem fazer as vezes de um romance curto, e aqui a hipótese se repete. Como estrutura, temos mulheres que buscam seu lugar, que questionam suas … Continue lendo Notas de leitura – Três mulheres

A delicada despedida ao pai em “Morreste-me”

Lançado recentemente no Brasil, "Morreste-me" (Dublinense) é o primeiro trabalho do português José Luís Peixoto, autor de "Livro" (Companhia das Letras). A novela, que poderia ser uma carta - lembra muito, em formato e tentativa, de "Cartas a D." (Cosac), de André Gorz -, foi lançada em 2000, quando ele tinha 23 anos, e faz parte de uma … Continue lendo A delicada despedida ao pai em “Morreste-me”

As névoas da memória

Quando li que Raduan Nassar se inspirou em "A Paixão", do português Almeida Faria, para escrever "Lavoura Arcaica", me vi obrigado a ler o livro lançado originalmente em 1965. "A Paixão" faz parte da tetralogia lusitana - os outros livros, inéditos no Brasil, são "Cortes", "Lusitânia" e "Cavaleiro Andante". Depois de anos fora de catálogo, … Continue lendo As névoas da memória

O amor como passageiro

Na entrevista que deu ao blog, a jornalista portuguesa Alexandra Lucas Coelho disse que a ficção não lhe interessa, somente o real. Para falar de seu romance "E A Noite Roda" (Tinta-da-China), ela prefere fazer diferença apenas entre literatura e jornalismo, que possuem linguagens próprias e usam o real para se manifestarem. Jornalista que já … Continue lendo O amor como passageiro

Alexandra Lucas Coelho: “A ficção não me interessa em nada, só o real”

Em 2011, Alexandra Coelho Neto estava trabalhando na divulgação do seu livro “Viva México” (Tinta-da-China) quando explodiram as manifestações no Egito. Decidida, ela não retornou ao trabalho – na época, estava trabalhando no Rio de Janeiro como correspondente do jornal “Público”, de Portugal. Pediu uma semana de férias e, por conta própria, foi ao Cairo … Continue lendo Alexandra Lucas Coelho: “A ficção não me interessa em nada, só o real”

Notas de leitura

"Um, Dois e Já" (CosacNaify), de Inés Bortaragay O país é o Uruguai, o tempo, a ditadura - ou o fim dela. Em nenhum momento da novela o leitor fica sabendo exatamente onde ou quando, a não ser em uma pequena referência logo no início, de um programa de rádio que insiste em falar em … Continue lendo Notas de leitura