Notas de um Leitor — edição 4

O escritor Sérgio Rodrigues

Nesta nova edição da coluna, o escritor Sérgio Rodrigues fala sobre o relançamento de "Elza, A Garota", misto de ensaio histórico e ficção. Comento livros de Conceição Evaristo e Shusaku Endo. Abro espaço para a discussão que envolve a autora Paloma Franca Amorim e sua exclusão da Feira Pan Amazônica. Ainda: indicações de leituras e listas.

Anúncios

Notas de um Leitor — edição 2

Nesta edição da coluna, Tiago Ferro fala sobre "O Pai da Menina Morta". Também escrevo sobre "O Laço", a nova HQ de Chester Brown, um comentário sobre o Prêmio Bravo! e uma vietnamita que revisitou seu passado uma obra impactante. Para fechar, as listas do blog.

Notas de Leitura — Piglia, Ferrante e Endo

No post, comentários sobre "O Caminho de Ida", "Um Amor Incômodo" e "Silêncio".

Notas de Leitura – Três autores japoneses

Anotações sobre a leitura de três autores japoneses, todos excepcionais: Nagai Kafu, Jun'Ichiro Tanizaki e Akutagawa.

O Japão por meio do sexo e da morte, sem ensaios e preliminares

Dois livros escritos por autores japoneses na primeira metade do século 20 são capazes de transformar a obra de Haruki Murakami em algo similar aos títulos de YA (jovens adultos). "Vita Sexualis", de Ogai Mori, e "Declínio de um Homem", de Osamu Dazai, levam a um extremo mais contundente temas que são caros aos três. … Continue lendo O Japão por meio do sexo e da morte, sem ensaios e preliminares

O primeiro Murakami

1 Haruki Murakami sempre me rondou. Desde a época em que sua obra se dividia entre a Estação Liberdade e a Objetiva. Era um autor que me atraia a atenção toda vez que cruzava em uma livraria. Mas sempre ficara na intenção. 2 Yasunari Kawabata é meu escritor japonês favorito, o que me toca e … Continue lendo O primeiro Murakami

A última passagem por Kawabata

Desde que eu li pela primeira vez um livro de Yasunari Kawabata, ele se tornou não só o meu escritor japonês preferido, mas também um dos melhores que já passaram pelos meus olhos. Tudo começou com "A Casa das Belas Adormecidas", em algum momento do início dos anos 2000. Me encantei não só com a prosa de … Continue lendo A última passagem por Kawabata

Um escritor que desafiou os tabus do Japão

Após ler "Diário de um Velho Louco" (Estação Liberdade), fiquei curioso em conhecer mais da obra do japonês Junichiro Tanizaki. Nesse livro, o escritor trata de sexualidade e tabus numa sociedade que respeita as tradições e vê na ocidentalização mais do que um choque cultural, mas principalmente uma quebra de costumes ancestrais. Nada então como … Continue lendo Um escritor que desafiou os tabus do Japão

A perversão de um velho louco diante da morte

O trabalho que a editora Estação Liberdade vem fazendo com a literatura japonesa é semelhante ao que a Editora 34 realiza com a literatura russa. Traduções diretas do original, cuidado nas edições, bom acabamento e curadoria de autores que vão dos clássicos aos mais desconhecidos. Da Liberdade, sou seguidor das obras de Yasunari Kawabata. Recentemente, li … Continue lendo A perversão de um velho louco diante da morte

Dos arquivos: Yasunari Kawabata

Houve uma época que, em momentos de tensão ou ansiedade, eu recorria a Gabriel García Márquez. Qualquer livro, para ler ou reler, era uma espécie de recarga. Um porto seguro. Sua leitura devolvia as forças necessárias para o momento. O mergulho em seu universo proporcionava esse alívio. Hoje, Gabo foi substituído por Yasunari Kawabata. Sua … Continue lendo Dos arquivos: Yasunari Kawabata