Bob Dylan, o homem que captou o espírito do seu tempo

Por Paulo Sales Muitos anos depois, diante da minha velha coletânea de Bob Dylan, eu recordaria aquela tarde remota em que um amigo me levou para conhecer o bardo judeu romântico de Minnesota. Eu era então um jovem de 17 anos, ansioso por desbravar o mundo e fazer dele o meu quintal. Estávamos de férias … Continue lendo Bob Dylan, o homem que captou o espírito do seu tempo

Anúncios

Manson e os cuidados com as biografias

Por Márcio Tadeu Santos Acabei de ler "Manson" (Darkside), de Jeff Guinn (1). Passei a obra à frente de outras tantas que estou lendo, algumas há meses, outras há anos. Nunca gostei de biografias e de autobiografias. Não contam mais de dez entre as lidas, como, por exemplo: “Che Guevara: A Vida em Vermelho” (Companhia das … Continue lendo Manson e os cuidados com as biografias

Contradições ao fim da leitura de “Pureza”

Por Paulo Sales Lançado recentemente no Brasil pela Companhia das Letras, "Pureza" não alcança o patamar dos grandes romances de Jonathan Franzen Tanto "As Correções" como "Liberdade", romances anteriores de Franzen, traçam um painel mordaz e impiedoso da vida americana através de núcleos bem definidos: a disfuncional família Lambert no primeiro, o triângulo amoroso formado por … Continue lendo Contradições ao fim da leitura de “Pureza”

8 livros que tratam do 11 de Setembro, que chega aos 15 anos

Foi numa terça-feira, em 2001, que as torres do World Trade Center desabaram. Aos 15 anos daquele 11 de setembro, mais do que clichê, é definitivo dizer que o mundo se transformou desde então. Eu voava de São Paulo para Belo Horizonte no momento do impacto na primeira torre. Ao pousar na Pampulha, recebi a … Continue lendo 8 livros que tratam do 11 de Setembro, que chega aos 15 anos

Notas de Leitura – A história reinventada de Cristo em três livros

A leitura de "O Reino", de Emmanuel Carrère, me fez buscar na estante três livros que ficcionam o nascimento do Cristianismo e a história de Jesus. Reli trechos de dois e um por completo. Eis o resultado. "O Evangelho Segundo o Filho" (Record), de Norman Mailer Este foi o livro que reli por completo. Não … Continue lendo Notas de Leitura – A história reinventada de Cristo em três livros

Notas de Leitura – Livros que precisam ser lidos

Gosto de escrever umas notas de leitura para dar vazão a livros lidos, relidos ou que mereçam ser selecionados por algum motivo. São textos curtos, sem o compromisso de esmiuçar tanto a experiência. . Alguns livros merecem um texto mais aprofundado, mas o dia a dia não me permite e não gostaria de deixar passar tanto … Continue lendo Notas de Leitura – Livros que precisam ser lidos

William Faulkner e “Luz em Agosto”: Um grande comentador da alma humana

Enquanto esperava chegar o novo livro de Elio Gaspari, fui à estante escolher algo para ler e me deparei com a trilogia Snopes, de William Faulkner, três livros ainda intocados por mim. Peguei o primeiro, "O Povoado", e mergulhei no universo do escritor norte-americano depois de muito tempo - completam a série "A Cidade" e … Continue lendo William Faulkner e “Luz em Agosto”: Um grande comentador da alma humana

Notas de Leitura

"Todos os Homens São Mentirosos" (Companhia das Letras), de Alberto Manguel Alberto Manguel é um excelente pesquisador e inventariante dos livros. Quando escreve sobre ivros, bibliotecas e universo literário, produz obras memoráveis, como "Dicionário de Lugares Imaginários", "A Biblioteca À Noite" e "À Mesa com o Chapeleiro Maluco". Mas sua obra de ficção ainda não me … Continue lendo Notas de Leitura

Muhammad Ali (1942-2016): Um rei desnudado na biografia de David Remnick

Escrevi um texto para o blog anterior sobre "O Rei do Mundo", biografia de Muhammad Ali, por David Remnick. Com a morte do boxeador hoje, fui buscá-lo. O livro é muito mais do que a história de Ali, pois ele se transforma numa biografia de época e do papel que o esportista representou num momendo decisivo … Continue lendo Muhammad Ali (1942-2016): Um rei desnudado na biografia de David Remnick

Sobre “Hiroshima”, a reportagem clássica de John Hersey que pede releituras

Em 2002, a Companhia das Letras inaugurou a coleção Jornalismo Literário com o lançamento de “Hiroshima”, clássica reportagem de John Hersey publicada em 1946 na “The New Yorker”. Lembro que peregrinei por várias livrarias, procurando o lançamento na época, e não encontrei o livro em inglês em sebos no início dos anos 2000. Nunca tinha lido … Continue lendo Sobre “Hiroshima”, a reportagem clássica de John Hersey que pede releituras