Contos de Mariana Enriquez tentam decifrar anos intoxicados que a Argentina viveu

"As Coisas que Perdemos no Fogo" poderia ser resumido, erroneamente, como uma coletânea de contos de terror ou suspense. Seria, também, uma definição preguiçosa. Pois o que a jornalista e escritora argentina Mariana Enriquez entrega é uma seleção de textos que carregam como pano de fundo a política, a ditadura militar que castigou seu país, afetos intransponíveis e solidão.

Anúncios

Selva Almada: “Estou viva apenas porque tive mais sorte do que outras”

Selva Almada, autora de "Garotas Mortas", fala sobre o livro em que recupera a história de três meninas assassinadas na Argentina. "A violência de gênero atravessa geografias, classes sociais, níveis de educação."

Patricio Pron: “Os países não são feitos para nos satisfazer”

Patricio Pron

"O Espírito dos Meus Pais Continua a Subir na Chuva" é uma pequena joia que mostra como a literatura latino-americana contemporânea está atuante na busca de entender o passado ditatorial. Não são poucos os exemplos, e o argentino Patricio Pron se insere na lista com vigor. Ele conversou com o blog e falou sobre literatura, exílio e jornalismo.

Notas de um Leitor — edição 5

A quinta edição da coluna tem entrevista com Elisa Ventura, proprietária da Blooks e que lançou uma loja on-line dedicada a vender independentes. Escrevo sobre o último livro de B. Kucinski e a morte de Tom Wolfe. Tem links, indicações e um top 5 do Italo Calvino.

Notas de um Leitor — edição 3

Na edição 3, tem entrevista como poeta Ricardo Aleixo, comentários sobre "Canção de Ninar", "O Roubo do Enem" e um livro-reportagem que investiga o excesso de altruísmo. No Alta Fidelidade, Tomás Eloy Martinéz. E Ana Paula Maia diz qual livro está lendo.

Notas de Leitura — Piglia, Ferrante e Endo

No post, comentários sobre "O Caminho de Ida", "Um Amor Incômodo" e "Silêncio".

Notas de Leitura: sobre a fúria da internet, um complô internacional e 36 vidas inventadas

Comento livros de Michel Laub, Henning Mankell e J. Rodolfo Wilcock. Dois deles são excepcionais.

Notas de Leitura: crônica de alguns fracassos

Sobre Juan Villoro, Martin Walser e Alan Pauls e a impossibilidade de prosseguir.

Notas de Leitura: Sobre Samanta Schweblin e Juan Gabriel Vásquez

Das boas leituras que tive neste final de ano, a argentina Samanta Schweblin (1978) e o colombiano Juan Gabriel Vásquez (1973), praticamente contemporâneos, reforçam a ideia de que há uma literatura vigorosa no continente. Seus livros recuperam a tradição narrativa de seus conterrâneos e trazem algo com uma lufada de urgência, ao recuperar gêneros e temas caros … Continue lendo Notas de Leitura: Sobre Samanta Schweblin e Juan Gabriel Vásquez

Notas de Leitura – Sobre futebol, comida e praia

"Tempos Vividos, Sonhados e Perdidos" (Companhia das Letras), de Tostão Saudado como um dos bons cronistas do jornalismo esportivo, Tostão tem como grande mérito escapar do clubismo, do papo de boleiro e das estatísticas excessivas. Sua análise é mais emotiva, sem deixar de lado a técnica, por conta do seu texto, recheado de referências que … Continue lendo Notas de Leitura – Sobre futebol, comida e praia