A história da mulher negra que ajudou a ciência sem saber

A vida tal qual a conhecemos hoje deve muito a uma mulher negra que morreu em 1951, nos Estados Unidos. Rebecca Skloot conta essa história em “A Vida Imortal de Henrietta Lacks” (Companhia das Letras), reportagem que retrata a vida da mulher que morou na Virginia preconceituosa e racista da época — contexto que ainda se mantém.

Henrietta foi vítima de câncer e morreu no hospital Johns Hopkins. Sem seu consentimento e sem a família saber, um médico retirou uma amostra do seu colo do útero, também atingido pelo câncer. A amostra gerou a família de células HeLa, que serviu de base para inúmeras pesquisas científicas. Por exemplo, a vacina contra a poliomielite foi obtida com a linhagem HeLa, assim como medicamentos contra o câncer e aids.

Ainda hoje, as células HeLa são a principal usina da genética.

O livro conta como a família de Henrietta foi surpreendida pela notícia de que as células da matriarca estavam sendo usadas por centros de pesquisa sem render nada a ela. A autora reconstitui a época em que Henrietta viveu, com suas características e contextualizações (uma aula de história), e como a família dela vive hoje, com técnicas jornalísticas e um texto leve e saboroso. Rebecca Skloot foi extremamente feliz ao contextualizar os anos 50, para ilustrar como os negros eram obrigados a viver e como isso influenciou nas tomadas de decisões de todas as partes envolvidas no caso.

Ela intercala a história pessoal com a história da ciência, ao mostrar como centros de pesquisa utilizavam a linhagem HeLa, usando como amparo a questão jurídica que envolveu a disputa pelas células, um debate caro à ciência e que ainda gera polêmica.

A história é instigante por desvendar como o progresso da ciência deve muito a uma mulher que morreu em meados do século passado. Rebecca Skloot consegue transformar um assunto que poderia ser muito técnico num livro com ritmo de romance policial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s