Uma reportagem que se lê como um romance policial

O livro é curto e se lê numa sentada só. Uma reportagem como gosto de romance policial, “Um Caso Arquivado” (Companhia das Letras) reconstrói a história de um assassino de duas pessoas que nunca foi encontrado após o crime, em 1970, em Nova York.

Trinta anos depois, Andy Rosenzweig, detetive prestes a se aposentar e que era amigo de uma da vítimas, reabre o caso. A polícia, na época do crime, conclui que o suspeito Frankie Koehler havia morrido. Em 1997, Rosenzweig resolve retomar a investigação. Ele acredita que o criminoso ainda está vivo em algum lugar dos EUA.

O livro conta como ocorreu a nova investigação, mas vai ao passado para relembrar provas. De forma obstinada, Rosenzweig retoma o trabalho de detetive e reconstitui o crime.

Nesse ponto, o livro revela seu maior mérito: um trabalho de investigação dos personagens. Tanto o detetive como Koehler são destrinchados pela reportagem. Neste momento, o leitor se sente diante de um thriller.

O jornalista Philip Gourevitch, colaborador da “The New Yorker” e “The Paris Review”, empreende um trabalho de apuração dos mais intensos, para não somente dar conta das investigações, mas, principalmente, para relatar os meandros da polícia – esse é o grande achado do livro, mais do que a condenação do criminoso.

De Gourevitch, já tinha lido “Gostaríamos de Informá-lo de que Amanhã Seremos Mortos com Nossas Famílias” (Companhia das Letras), um pungente mergulho na Ruanda de 1994, pré e pós massacre, um dos melhores que já li sobre a África, de extensa pesquisa e apuração rigorosa, e “Procedimento Operacional Padrão” (Companhia das Letras), a reportagem que desnudou os ataques cometidos por soldados americanos contra prisioneiros no Iraque.

Em “Um Caso Arquivado”, Gourevitch reconstitui a história em uma narrativa descontínua, que investiga não somente o criminoso, mas as pessoas que estiveram ao seu redor. Leitura daquelas simples, prazerosas, que ocupam seu tempo com conforto. O livro faz tanto pelo jornalismo como pelo romance policial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s