As melhores leituras de 2019

Este não foi um ano de ficções. Nesta lista das minhas melhores leituras de 2019, selecionei 12 livros e somente quatro foram de desse gênero — três saíram em HQs. “Torto Arado”, de Itamar Vieira Junior, é o único romance da lista, provavelmente, o melhor livro que li em 2019.

Os quadrinhos chegam com cinco escolhidos. De prosa, emergiram reportagens e memórias.

Eis a lista, sem ordem de preferência.

  • Solitário, de Chabouté
  • Intrusos, de Adrian Tomine
  • Refugiados, de Kate Evans
  • Desconstruindo Una, de Una
  • Condado de Essex, de Jeff Lemire
  • Ricardo e Vânia, de Chico Felitti
  • Sobre Lutas e Lágrimas, de Mário Magalhães
  • O Ano do Macaco, de Patti Smith
  • Repórter, de Seymour Hersh
  • A Ridícula Ideia de Nunca Mais te Ver, de Rosa Montero
  • Afetos Ferozes, de Vivian Gornick. Eleito o melhor livro de memórias dos últimos 50 anos pelo The New York Times, a obra traz a autora em passeios com sua mãe. Nessas passagens, relembra a vida de luta nos lugares onde morou e como a influência de duas mulheres moldaram sua história.
  • Torto Arado, de Itamar Vieira Junior. O único romance da lista é também o melhor livro do ano. No sertão baiano, duas irmãs encontram uma faca que vai mudar o destino de ambas. Descendentes de escravos, moram numa fazenda, onde trabalham para vender seus produtos ao gerente — o capataz do século 21 — e, assim, ter direito a viver em casas de barro. A história une a memória dessa vida com religião, luta pela terra, perdão e esperança, numa prosa intensa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s