Argentina, Brasil, Crônicas, Estados Unidos, Ficção, Itália, Notas de leitura

Notas de Leitura – Jogo rápido para cinco livros

Estas notas serão um jogo rápido, para dar conta dos livros que li nos últimos dois meses. A eles.

Algumas livrarias não sabem o que fazer com o estoque que têm. Então, vez ou outra, liquidam seus livros, e uma boa dose de paciência pode levar o leitor a encontrar um título interessante, que não seja distopia juvenil nem uma baba adulto-jovem, os tais YA.

o-contrario-da-morteFoi numa dessas que encontrei, por meros R$ 7, “O Contrário da Morte” (Bertrand Brasil), do italiano Roberto Saviano. O preço real: absurdos R$ 39,90 por 90 páginas, que, numa diagramação padrão, cairiam para 45 páginas facilmente. A obra tem duas crônicas, a que dá título ao livro e “O Anel”. Na primeira, Maria, de 17 anos, vê seu marido partir para o Afeganistão. O casal, sem meios de sobrevivência, encontra na guerra uma forma de garantir casa e comida. O relato é dramático ao tratar do abandono e da violência da guerra.

O segundo texto vai focar em Nápoles e na falta de perspectiva do lugar. Dois amigos marceneiros pensam em sair da cidade e tentar a sorte em outra cidade, com medo de ficar num local que não lhes dará chance e um futuro digno. Mas sentem-se derrotados, com a morte a rondá-los.

Saviano escreve sobre dois temas que lhe são caros, a guerra e a máfia, em crônicas aparentemente simples, duas histórias de pessoas comuns, mas que vivem na carne os efeitos da violência.

“Contágios” (Oito e Meio)*, organização de José Castello
Este livro é o resultado de duas turmas da oficina de contos criado pelo crítico José Castello. São 25 textos de autores iniciantes e já publicados. Ao final, todos eles comentam sobre o trabalho, para depois Castello dar o parecer. Como obra, o resultado é desigual, há bons achados e histórias que não se sustentam, ainda que com o aval do crítico. Todos eles têm um tamanho padrão, não ultrapassam as quatro páginas. Mas alguns se destacam, caso de Hugo Pascottini Pernet e seu “A Notícia”, um bom exercício de narrativa. Tiago Franco e “MORGUE”, talvez o melhor conto do livro, mostra o talento que já havia empregado em “Por que os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons?”. Vale também a leitura “[O Jardim Supenso]”, de Robson Aguiar.

misery-capa-stephenking-experimento42Percorri dois autores dos quais nada tinha lido até agora. O primeiro foi “Misery” (Suma das Letras), de Stephen King. Já assisti a várias de suas adaptações, mas nunca fui aos livros. A história foi levado aos cinemas por Rob Reiner. Trata do escritor famoso pela série “Misery” que se envolve num acidente e é resgatado por uma mulher. Ela cuida dele, impossibilitado de andar e com dores terríveis. A questão é que ela é obcecada pelos livros do autor e ficou decepcionada com o último da série, em qua a protagonista morre. A partir daí, temos um jogo de tensão entre os dois, que se desenvolve numa espécie de terror psicológico – ele tenta encontrar meios para fugir, ela sofistica a prisão. Bom, mas não empolgou a ponto de querer ler outro King.

O outro autor do qual não tinha lido nada até agora foi Dalton Trevisan. Li suas “Novelas Nada Exemplares” (Record) e devo confessar que não me entusiasmei nem um pouco por seus contos. Passo em frente, pois esperava algo primoroso, irrepreensível.

Para fechar, o argentino radicado em Belo Horizonte Agustín Arosteguy lança seu segundo livro em português, “Minha vida é um limão, por favor devolvam meu dinheiro!”* (Ramalhete). O título faz referência a uma música do Meat Loaf.

São curtos textos, que se encaixam numa prosa poética, em que o humor e bons achados do cotidiano conversam de maneira harmoniosa. Com mais altos do que baixos, o livro é daqueles que permitem a volta e a releitura, para qualquer ponto. Como se fosse um espaço para encontrar certa tranquilidade. Algo que é inerente ao autor, já entrevistado pelo blog para falar de seu livro anterior, “Carne de Canhão”.

* Os livros foram enviados pelos autores

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s