Comentário, França, HQ

A HQ que transforma Pinóquio num robô sexual e subverte personagens de fábulas

No lugar do Grilo Falante, uma barata, o Jimmy. O nariz que cresce quando surge uma mentira tem novas funções, principalmente sexuais, praticadas pela mulher do Gepeto. Gepeto que não é um senhorzinho marceneiro, mas um inventor que criou um robô.

O Pinóquio inventado pelo escritor italiano Carlo Collodi ganhou uma versão um tanto livre por Winshluss, pseudônimo do francês Vincent Paronnaud, que, ao lado de Marjane Satrapi, dirigiu a adaptação da HQ “Persépolis” para o cinema.

Esqueça, principalmente, aquela imagem do boneco de madeira do desenho da Disney. E jogue no lixo todo aquele universo criado. Seria como comparar o rock emo de bandas como NX Zero com o rock industrial do Ministry.

PINOQUIO_GRAPH_capa_ALTA“Pinóquio” (Globo) é uma HQ luxuosa. Capa dura, papel de gramatura maior, tudo isso para contemplar um trabalho gráfico excelente. Os desenhos de Winshluss traduzem uma época sombria, uma terra cercada por lixo e decadência. As ilustrações foram coloridas por três artistas, o que reflete o apuro da edição.

A história segue a linha mestra do livro de Collodi. Gepeto cria um boneco narigudo, mas, aqui, acha que ele pode ser usado para fins militares. Vai tentar vender o protótipo, mas sua mulher tenta dar outro fim à invenção. Pinóquio foge e Gepeto sai à sua procura.

Jimmy Barata é um porralouca que vive bêbado dentro da cabeça de metal de Pinóquio e que tenta ser um escritor maldito. Pouco vai ajudar como consciência do robô, mas suas histórias são engraçadíssimas – merecia até uma HQ própria. A narrativa tem pouco texto e é conduzida pelas ilustrações.

A fábula que lemos é um caldeirão fervente que mistura ficção e realidade. O leitor irá se deparar com uma versão sacana dos sete anões, tarados pela Branca de Neve. Mais. Personagens de “Alice no País das Maravilhas”, um circo que remete ao nazismo, menções ao livro “O Velho e o Mar”, policiais perturbados, trabalho infantil e escravo, mercado de órgãos, uma Branca de Neve transformada em objeto sexual, Gepeto sodomizado pelos anões, uma baleia transformada em um monstro marinho mutante, cheio de lixo. O universo deste Pinóquio faz as distopias atuais parecerem contos de fadas.

Uma anarquia potente, criativa e vibrante.

pinoquio-hq

winshluss_pinocchio_2

tumblr_mbgeygtFVk1rxgepa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s