Brasil, Colômbia, Crônicas, Ficção, Não ficção, Notas de leitura

Notas de leitura – Fli-BH

O Festival Literário de BH, apelidado desde o início pelos organizadores de Fli-BH (por que todos querem ser parecidos com a Flip? Não dá para ser mais criativo e fugir das siglas Fli-alguma coisa?), acontece em sua primeira edição nos dias 25 a 28 de junho.

Entre os autores confirmados para o evento, estão Juan Pablo Villalobos e Milton Hatoum – em breve, em novos posts. Aqui, destaco outros três autores: o colombiano Santiago Gamboa e os brasileiros Maria Ester Maciel e Eric Nepomuceno. A eles.

Atualização – 18h50, 9/6

Santiago Gamboa afirmou que não vem mais para BH logo depois de ter lido o post – a organização ainda não anunciou a desistência do escritor colombiano. Para o seu lugar, vem a portuguesa Inês Pedrosa, autora de “Fazes-me Falta”, “Dentro de Ti Ver o Mar” e “Os Íntimos” (todos Alfaguara). Em breve, escrevo sobre sua obra.

*****

15069018“A Vida ao Redor” (Scriptum), de Maria Ester Maciel
O livro reúne crônicas escritas para o “Estado de Minas” de 2011 a 2014. Os textos tratam de temas cotidianos, mas também não deixam escapar o olhar atento da autora para a cultura que a cerca. Maria Ester escreve como a conversar com o leitor, o que torna a leitura uma espécie de ponto de encontro. Não sou um fã de coletâneas desse tipo (crônicas escritas para jornal), mas, neste caso, acho que é uma exceção válida, por levar a leitores de outros Estados, que não têm acesso ou nem sabem o que é publicado em Belo Horizonte, o lado cronista de Maria Ester. Ela que já escreveu poesia, ensaio e romances, como “O Livro dos Nomes” (Companhia das Letras) e “O Livro de Zenóbia” (Lamparina).

interna“A Síndrome de Ulisses” (Planeta), de Santiago Gamboa
Lançado há dez anos, está esgotado no Brasil. É um dos romances mais importantes da América Latina e ganhará edição especial para comemorar a efeméride – no exterior, claro. O colombiano trata daqueles que deixaram seu país para tentar a vida no exterior, no caso, Paris. Esteban estuda e trabalha, mas não vive a Paris dos sonhos, dos refugiados dos anos 20, aquela dos cafés, cigarros e tardes discutindo o sentido da vida – ele que também alimenta o sonho de se tornar escritor. Gamboa leva o jovem colombiano para encontrar seus pares nos subúrbios, aqueles que vivem de subempregos e com medo de serem expulsos e voltar para o país que deixaram para trás. Se o mito Ulisses se via impossibilitado de voltar para casa, Esteban, apesar de não ser um exilado, não deseja o retorno. O leitor então se vê diante de histórias de coreanos e russos, de inúmeros casos amorosos e a frustração de não conseguir o que os antigos sonhos prometiam. Obra fundamental para uma época em que a Europa ainda se vê diante de xenófobos e extrema-direita. Na Estante Virtual, alguns livreiros têm à venda exemplares novos. Usado ou novo, não importa, leia “A Síndrome de Ulisses”.

5720113_1GG“O Massacre – Eldorado do Carajás: Uma História de Impunidade” (Planeta), de Eric Nepomuceno
O jornalista e tradutor está lançado um livro em que relata histórias passadas nos vizinhos Argentina, Chile e Uruguai entre 1954 e 1990, “A Memória de Todos Nós” (Record). Mas vale ler igualmente esta reportagem que Nepomuceno escreveu entre 2004 e 2007 sobre o massacre de 19 trabalhadores rurais, em abril de 1996. A premissa, segundo ele mesmo afirma na apresentação, é reconstruir, sem necessidade de incluir novos fatos – até porque os fatos existentes já seriam absurdos o suficiente para surpreender a cada leitura. Lançado quase dez anos depois, na época, ninguém ainda tinha sido preso – somente em 2012 dois policiais foram presos. A edição traz fotos de Sebastião Salgado, como a que ilustra a capa do livro.

Anúncios

3 thoughts on “Notas de leitura – Fli-BH”

  1. Estou ansiosa para ver o que você vai escrever sobre o Milton Hatoum. Tive a honra de conhecê-lo pessoalmente há poucos meses.
    Nem conheço o Santiago Gamboa, mas fiquei contente em saber que a Inês Pedrosa vai vir no lugar dele, mesmo que eu não vá para a Fli-BH.
    Da Inês li “Dentro de ti ver o mar” e gostei bastante. Tenho curiosidade em relação aos outros livros dela.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s