Da biblioteca de casa, Ficção, França

Da biblioteca de casa – Muriel Barbery

“Termino às nove da noite, e de súbito me sinto velha e muito deprimida. A morte não me apavora, menos ainda a de Pierra Arthens, mas é a expectativa que é insuportável, esse oco suspenso do ainda não, diante do qual sentimos a inutilidade das batalhas. Sento-me sozinha, em silêncio, sem luz, e experimento a sensação amarga do absurdo. Minha mente deriva devagar.”

(“A Elegância do Ouriço”, de Muriel Barbery)

Anúncios

3 thoughts on “Da biblioteca de casa – Muriel Barbery”

  1. Adorei este livro! Leve, filosófico, com personagens verossímeis, humor gostoso e deliciosas referências literárias. A propósito, quem não leu bastante deve ficar meio perdido neste livro.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s