Comentário, Estados Unidos, Ficção, Hungria, Relatos de viagem

O Brasil pelo estrangeiro

Emendo dois livros que de alguma forma se relacionam com o Brasil. Já terminei “O Brasil em Movimento”, de John dos Passos. Agora, me envolvo com “O Vale do Fim do Mundo”, de Sándor Lénárd.

O primeiro é uma espécie de caderno de viagem, resultado de três passagens do escritor americano em meados do século passado pelo país. Já o segunda mistura ficção com experiências próprias do autor húngaro, que morou numa cidade de Santa Catarina após a 2ª Guerra Mundial.

Os textos são mais do que atuais. São urgentes. Voltarei a eles assim que terminar a leitura.

“Esses céticos estavam aplicando para os brasileiros o velho ditado que costumava ser utilizado para os turcos: sempre construir, raramente terminar e nunca consertar.”

John dos Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s